O que acontece quando perdemos alguém que amamos?

Luto Casa das Campas

A experiência de viver com a morte de uma pessoa amada causa uma das dores mais intensas que um ser humano pode suportar: “a dor da perda”. E depois, o luto. Infelizmente, estamos muito mal preparados e mal educados para lidar com estas perdas que, independentemente da nossa vontade, são parte da existência de qualquer ser humano. Assim, quando ocorre a morte de um ente querido, aqueles que permanecem fazem um grande esforço para lidar com o sofrimento, para dar sentido ao acontecimento e para enfrentar a realidade tal como ela é. A experiência de uma perda que afecta para sempre a vida de uma pessoa chama-se Luto.

Como é o processo de luto?

O processo de luto é necessário, é uma condição indispensável para a pessoa retomar a sua vida, agora sem a pessoa amada, e ser capaz de a refazer em interacção com os que a rodeiam. Aqueles que vivem este processo de luto devem de alguma forma elaborar estas novas condições, reconstituir uma nova forma de viver sem a pessoa que perderam. Este processo, sem dúvida, não é uma tarefa fácil ou rápida, especialmente se o luto foi muito intenso ou se a morte foi traumática.

Como ajudar alguém que está a sofrer um processo de luto?

Todo o apoio e cuidado da família e amigos é bem-vindo, uma vez que o sentimento de perda gera instabilidade, impotência e confusão.

Se quiser ajudar uma pessoa enlutada, existem algumas directrizes:

*É necessário, antes de mais, que o deixe expressar o seu pesar, permitindo-lhe mostrar o seu anseio da forma que puder;

*Não o impeça de chorar e não lhe exija que seja mais forte;

*Seja paciente com as diferentes e inesperadas reacções dos enlutados;

*Esteja por perto e disponibilize-se para ajudar em tudo o que for necessário;

*Neste momento, tarefas simples do dia-a-dia podem parecer difíceis de executar sem ajuda;

*Nunca diga “foi melhor assim”, porque nem sempre será para a pessoa que fica;

*Não faça de conta que nada aconteceu ou tente distrair a pessoa;

*Deixe-os expressarem-se através da sua espiritualidade e das suas crenças, mesmo que não as partilhe.

Finalmente, se quer realmente ajudar, ouça os enlutados sem interferir nos seus sentimentos. Por vezes, um abraço e um silêncio são mais eficazes do que milhões de palavras. Lembre-se de que a morte, embora seja um processo natural da vida, é um grande enigma para o homem, e a dor da perda será sempre o seu maior sofrimento.

This entry was posted in Dicas and tagged .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

RECEBA NOSSAS OFERTAS E NOVIDADES EXCLUSIVAS


CONTACTO