História da arte funerária

linda estátua

Arte tumular ou arte funerária, é um termo usado para designar obras feitas para ficar em cima ou cercar túmulos em cemitérios e igrejas. É uma forma de representação que está ligada à visão do mundo de um determinado contexto histórico, ideológico ou sócio-económico ela interpretar a vida e a morte. Esta interpretação pode ser feita através de um conjunto de símbolos ou uma obra narrativa, utilizando materiais variados como mármore, granito, ferro fundido e bronze.

A arte funerária atingiu o seu apogeu nos séculos XVIII e XIX. No caso dos símbolos, a representação refere-se a um significado diferente do objecto construído e colocado no túmulo, como, por exemplo, uma tocha com fogo, que se refere à purificação da alma após a morte, ou seja, a tocha tem o seu verdadeiro significado transformado num símbolo de purificação.

Em relação é obra narrativa, o significado dos objectos construídos é literal e não metafórico, como no caso de muitos imigrantes que têm a sua vida narrada.

Nesta duas formas de representação podemos distinguir duas linhas: a nobreza e a burguesia industrial. A primeira utilizava mais o símbolo aliado aos seus brasões de armas e a segunda tinha a necessidade de demonstrar a sua importância através da sumptuosidade. No passado o mármore de Carrara era o material mais utilizado, mas tornou-se cada vez mais raro e foi substituído pelo mármore comum, granito ou bronze.

Túmulos românticos em Portugal e suas simbologias

Embora os símbolos usados na arte tumular sejam, muitas vezes, comuns a outras artes, essa simbologia utilizada nos túmulos só pode ser interpretada correctamente tendo em conta a época e o contexto social e cultural em que foram utilizados, pelo que, qualquer chave de interpretação pré-definida, pode redundar em conclusões erradas. Assim, nos túmulos erguidos nos cemitérios portugueses durante o Romantismo, os símbolos mais utilizados foram determinadas flores e coroas vegetalistas, figuras alegóricas (nomeadamente as que representavam virtudes cristãs), certos animais (como o cão, para demonstrar fidelidade), a cruz (como símbolo da fé cristã), tochas invertidas, ampulhetas e génios da morte (inspirados nos túmulos da Antiguidade Clássica), anjos (de diversos tipos), entre muitos outros.

Queres conhecer mais e adquirir uma linda estátua ou uma placa de mármore, granito ou bronze nos cá na Casa das Campas contamos com diversas possibilidades para preservar a memória familiar. Estamos há três décadas no mercado nacional de Campas e artigos funerários. Contamos com uma vasta gama de pedras ornamentais naturais, desde os mármores, calcários, travertinos, granitos, ónix, ardósias, pedra envelhecida entre outros.

Procura uma linda estátua ou placa para homenagear seu ente querido? Entre em contacto com a nossa equipa, será um prazer vós ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

RECEBA NOSSAS OFERTAS E NOVIDADES EXCLUSIVAS


CONTACTO